Política de atuação dos analistas
     

Dúvidas? Fale Conosco
Entre em contato com a nossa Central de Relacionamento e tire suas dúvidas.

Telefone:
0800 729 7272
E-mail:

relacionamento@socopa.com.br

 

Home > Central de Informações > BM&FBovespa > Política de atuação dos analistas

I. OBJETIVOS

A Política de Atuação dos Analistas de Valores Mobiliários objetiva estabelecer os procedimentos, regras e normas de conduta a serem seguidos pelos analistas de valores mobiliários da SOCOPA.

Conforme definido no art. 1º da INSTRUÇÃO CVM No 483, analista de valores mobiliários é a pessoa natural que, em caráter profissional, elabora relatórios de análise destinados à publicação, divulgação ou distribuição a terceiros, ainda que restrita a clientes.

A expressão “relatório de análise” significa quaisquer textos, relatórios de acompanhamento, estudos ou análises sobre valores mobiliários específicos ou sobre emissores de valores mobiliários determinados que possam auxiliar ou influenciar investidores no processo de tomada de decisão de investimento.

II. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL

A elaboração de qualquer tipo de relatórios de análise deve ser realizada apenas por analistas do Departamento Técnico e Econômico da SOCOPA. Visando assegurar a devida segregação de funções e independência necessárias ao adequado
exercício de suas funções, o Departamento Técnico e Econômico responde diretamente ao Diretor Geral da SOCOPA e está fisicamente segregado das demais áreas da Corretora, sendo o acesso as suas dependências restrito aos colaboradores do Departamento.


III. PRINCÍPIOS ÉTICOS E REGRAS DE CONDUTA

O analista de valores mobiliários deve:
· Agir com probidade, boa fé e ética profissional, empregando na atividade todo cuidado e diligência esperados de um profissional em sua posição;
· Zelar pela idoneidade e fidedignidade de suas informações estando pronto para apresentar fontes e bases metodológicas das análises.

No exercício de sua profissão, o Analista deve aderir aos seguintes Princípios Gerais:
· Honestidade, Integridade e Equidade – O Analista deve observar os mais elevados padrões de honestidade, integridade e equidade de forma a manter a confiança do investidor em sua profissão;
· Prudência e diligência – O Analista deve conduzir suas atividades com cuidado, diligência e prudência compatíveis com as expectativas do investidor e de seu empregador, dando a ambos o conforto em relação à qualidade do trabalho;
· Independência e objetividade – As análises devem sempre refletir o melhor juízo do autor, nunca sendo influenciadas por pressões ou benefícios a que este possa estar sujeito;
· Competência profissional – O Analista deve sempre procurar manter e aperfeiçoar sua competência técnica, seu conhecimento dos instrumentos, instituições e normas que regem o mercado e das informações pertinentes ao exercício de sua profissão;
· Cumprimento das leis e normas – O analista deve cumprir todas as normas e leis a que esteja sujeito.

Adicionalmente, o Analista de Valores Mobiliários deverá seguir com rigor os Princípios Éticos e Regras de Conduta da SOCOPA e do Código de Conduta da Apimec para o Analista de Valores Mobiliários.


IV. VEDAÇÕES

Os analistas de valores mobiliários devem observar as seguintes vedações:
· Aceitar benefícios que de alguma forma possam ter por objetivo influenciar suas análises;
· Emitir relatórios de análise com a finalidade de obter, para si ou para outrem, vantagem indevida;
· Omitir informação sobre conflito de interesses;
· Negociar, direta ou indiretamente, em nome próprio ou de terceiros, valores mobiliários objeto dos relatórios de análise que elabore ou derivativos lastreados em tais valores mobiliários por um período de 30 (trinta) dias anteriores e 5 (cinco) dias posteriores à divulgação do relatório de análise sobre tal valor mobiliário ou seu emissor;
· Negociar, direta ou indiretamente, em nome próprio ou de terceiros, valores mobiliários objeto dos relatórios de análise que elabore ou derivativos lastreados em tais valores mobiliários em sentido contrário ao das recomendações ou conclusões expressas nos relatórios de análise que elaborou por 6 (seis) meses contados da divulgação de tal relatório ou até a divulgação de novo relatório sobre o mesmo emissor ou valor mobiliário.


V. RELATÓRIOS DE ANÁLISE

O responsável pelo Departamento Técnico e Econômico da SOCOPA deverá revisar e aprovar todos os relatórios de análise, de modo a assegurar:
· A inexistência de qualquer conflito de interesses ou outro fator que possa comprometer a independência do analista;
· O respeito a todas às normas e regras pertinentes, em especial às diretrizes dos arts. 15 a 20 da INSTRUÇÃO CVM No 483.
· O envio dos relatórios de análise à entidade credenciadora, em 3 (três) dias úteis da data em que tais relatórios forem distribuídos.
A Gerência de Compliance monitorará, por amostragem, a adequação dos relatórios de análise emitidos ou divulgados às normas e regras pertinentes.


VI. CONFLITOS DE INTERESSE

É vedado ao analista de valores mobiliários qualquer tipo de contato direto com os emissores objeto de suas análises que possa impactar sua independência ou configurar conflito de interesses.

O Analista de valores mobiliários deverá comunicar imediatamente ao Gerente do Departamento Técnico e Econômico e à Gerência de Compliance da SOCOPA qualquer situação que possa configurar a existência de conflito de interesses.

A Gerência de Compliance monitorará a atuação dos analistas de valores mobiliários da SOCOPA, em especial quanto às vedações estabelecidas no item IV e outras situações que possam configurar conflito de interesses ou violação às normas internas da SOCOPA.

As situações de conflito de interesses serão analisadas pela Gerência de Compliance que poderá submetê-las à Diretoria de Gestão de Riscos e Controles e ao Comitê de Risco e Compliance para avaliação e eventual determinação das penalidades previstas no Manual de Controles Internos da SOCOPA.

Adicionalmente, conforme previsto pela INSTRUÇÃO CVM No 483, a Gerência de Compliance comunicará à CVM e à APIMEC os casos de condutas dos analistas que possam configurar indício de infração às normas emitidas pela CVM.


VII. VIGÊNCIA

A Política de Atuação dos Analistas de Valores Mobiliários entrará em vigor a partir do dia 1/1/2011.

 
Login   Senha   [Esqueci minha senha]                   | Central de Relacionamento 0800 729 7272